Transformadora ou inversora de solda

Assim como em outros setores, quando se trata de serralheria, solda e todo este ambiente de portões eletrônicos e fechamentos, as tecnologias estão sempre aprimorando a forma de trabalhar.

“O uso da tecnologia para soldar e construir portões não é nada novo mas sempre há algo de novo nestas tecnologias.”

Parece uma afirmação confusa mas confuso mesmo é a dúvida posta por essa publicação.

“compro uma transformadora ou uma inversora de solda?”

O fato é que os equipamentos mais antigos usados para soldar, as ditas “máquinas de solda” ou “transformadoras de solda”, possuem vários pontos positivos e vários pontos negativos. É preciso conhecer bem cada uma dos equipamentos!

As máquinas de solda são pesadas, produzem um ruído considerável e soldam com apenas um tipo de eletrodo.

As inversoras de solda já inundaram o mercado e aparentemente estão tomando conta devido às suas funcionalidades e por isso, para responder à questão do título, hoje vamos falar um pouco sobre elas.

Qual a diferença entre transformadora e inversora de solda?

Transformadora de soldaO que chamamos de Inversora de Solda, é um equipamento que possui a mesma função da máquina de solda, também chamada de Transformadora de Solda. Na prática, a diferença é a tecnologia que cada uma carrega consigo.

A tecnologia da inversora é consideravelmente mais recente, moderna, avançada do que aquela usada nas máquinas de solda mais antigas.

Apesar de ser um equipamento de uso profissional, esse avanço tecnológico permite a construção inversoras mais compactas e portáteis. Elas são ideais para realizar a solda de estruturas leves, portões e outros serviços de serralheria.

O uso de placas eletrônicas na construção das inversoras consegue reduzir seu peso em até 50%. É possível encontrar inversoras com menos de 15kg, a metade do peso de uma máquina de solda tradicional.

Além do peso reduzido, o consumo de energia das inversoras também é menor e os cabos normalmente possuem engate rápido. Aparentemente é tudo que um serralheiro quer quando precisa trabalhar em locais de difícil acesso.

O funcionamento dos equipamentos de solda

Inversora de soldaO funcionamento das inversoras de solda é completamente diferente do funcionamento das máquinas antigas de solda.

Estas máquinas de solda são alimentadas por uma rede com tensão alta e corrente baixa. Elas modificam a energia e a transformam numa força suficiente para derreter um consumível.

De outro lado, a inversora de solda transforma a energia de entrada, que normalmente é de corrente alternada (CA) para corrente contínua (CC). Com o uso de semicondutores de potência, produz-se uma corrente de saída que estabiliza o arco elétrico, garantindo uma solda macia e que respinga muito pouco.

Enquanto a máquina de solda antiga, transformadora, trabalha com corrente alternada e pode ser monofásica ou trifásica, a inversora de solda trabalha bem mais estável, em corrente contínua, o que a permite soldar a maior parte dos tipos de eletrodos.

Graças ao uso dos semicondutores de potência, é possível criar altas correntes elétricas. Com isso, o tamanho da transformadora de solda acaba sendo necessariamente maior do que as inversoras de solda, mais leves, compactas e versáteis.

O ciclo de trabalho dos equipamentos de solda

O ciclo de trabalho é o tempo em que o equipamento pode ficar em operação, soldando de fato, dentro de um tempo fixo de 10 minutos. O símbolo do ciclo de trabalho no universo da serralheria é o @ (arroba). Ele é informado pelos fabricantes de equipamentos em “porcentagem” (%) e está diretamente relacionado com a corrente (A) de saída do equipamento de solda.

Dito isso, temos que equipamentos de 400A @ 60% podem operar no máximo 6 minutos (10 minutos x 60% de ciclo) em solda e devem ficar 4 minutos em modo stand by (ligado mas sem soldar).

Ciclo de trabalho das máquinas de soldaO tempo de solda (6 minutos) adicionado ao tempo em stand by (4 minutos) deve ser sempre de 10 minutos.

Geralmente o ciclo de trabalho está diretamente ligado com a categoria do equipamento uma vez que este está relacionado à corrente de operação da máquina.

Quanto menor e mais simples for o equipamento de solda, menor será seu ciclo de trabalho. Quanto maior e mais robusto for o equipamento de solda, (como equipamentos industriais, por exemplo) maior será seu ciclo de trabalho e a sua capacidade de soldar continuamente.

Quando comparamos o ciclo de trabalho dos dois equipamentos, as transformadoras e as inversoras de solda, percebemos uma eficiência maior das inversoras de solda. Elas conseguem manter de forma mais constante um determinado patamar de corrente por mais tempo.

Consumo de energia, usabilidade e manutenção dos equipamentos de solda

Com o surgimento das inversoras de solda, a eficiência energética deu um salto. Conforme já dissemos nesta mesma publicação, as inversoras consomem bem mais energia do que as antigas transformadoras de solda.

As inversoras possuem painéis extremamente simples, com potenciômetros e, dependendo do modelo da inversora, alguns casos displays indicativos. Ao contrário das transformadoras, este tipo de equipamento pode ser ajustado com apenas alguns segundos o que torna sua usabilidade consideravelmente superior quando comparadas às transformadoras.

Quando o assunto é manutenção, as inversoras também saem na frente. Sua manutenção normalmente é mais rápida e bem mais simplificada do que a manutenção das transformadoras.

As inversoras são controladas por uma placa eletrônica, uma espécie de “placa mãe”, cuja substituição resolve a maior parte dos problemas que ela pode apresentar.

E então, transformadora ou inversora de solda?

Mas afinal, compro uma inversora ou uma transformadora para soldar?

A questão é absolutamente subjetiva mas entendemos que existe uma forma simples de responder:

Se você quer fazer algo pontual, apenas por alguns dias, prefira alugar. É mais simples e mais barato. Se existe alguma recorrência neste tipo de trabalho, prefira uma inversora de solda e verá que suas qualidades são excelentes e sua portabilidade é realmente um diferencial enorme.

Esperamos que tenha gostado deste texto onde falamos acerca da decisão de comprar uma transformadora de solda ou uma inversora de solda. Se ficou alguma dúvida, deixe pra gente no campo de comentários!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here